quarta-feira, 17 de junho de 2009

A revelar-se!!

A pequena e doce Mia anda a revelar-se...A revelar-se uma diabinha!! Tem exactamente o feitio que desde sempre imaginei e disse que iria ter. Parecida com o pai fisicamente, igual à mãe a nível de feitio. Desgraçado do pai:)Então a pequerrucha quando acordada não pára com as mãos e as pernitas sempre a dar a dar; tem de estar na companhia de alguém senão é choradeira profunda. Para adormecer é muito complicado; luta muito, muito contra o sono e esta noite resolveu acordar de 2 em 2h (às vezes nem as 2h fazia...) e apartir das 7h mal dormiu. Desde sempre que entre as 22h e as 23h há birra para dormir. Sempre, todos os dias. Ontem gritou muito, parecia ter dores, mas não, era só sono... Fica impossível, irritada e nada a acalma. Mesmo com toda a calma que há nesta casa, mesmo connosco que temos imensa paciênica e nem somos stressados com ela... Com muito aconchego, colo e tempo ela lá vai acalmando e claro que não consegue resistir ao soninho... Tentamos sempre que adormeça no berço e, até agora, temos conseguido levar a avante. Leva horas por vezes, mas se a adormeço no colo, deito-a e ela acorda imediatamente; já para não falar que acho melhor método adormecê-la na caminha...
E pronto, estou estoirada hoje; é muito complicado estar 24h sobre 24h com a bebé quando o pai está a trabalhar, sem ninguém para ajudar, sem família por perto para dar uma mãozinha. É mesmo dificil, e hoje está a ser particularmente complicado para mim enfrentar o dia e tudo isto... Embora adore tratar da minha pequenina, todos precisamos de uma pausa por mais pequena que seja...

7 comentários:

Sónia Alexandra disse...

Essa é que é a verdade, precisamos de um tempinho para nós, e por vezes é impossível O meu Tiago era muito chorão, daqueles bebés que choram de noite e de dia...chegava a chorar horas a fio e eu sem saber o que lhe fazer...resultado????uma depressão pós parto. Ele foi assim até aos 15 meses...lool...e ainda hoje é muito birrento, mas o que é que havemos de fazer???'Eu tive uma gravidez muito nervosa, em que muito chorei, e atribuo este feitio dele a essa época que deveria ter sido tranquila, e não foi.
Beijinhos doces a ambas.

Sónia N. disse...

Nem me quero lembrar desse stress inicial.

Também tentei que o Diogo adormecesse sempre na caminha dele. Até estar na cama de grades foi um sucesso, a partir dos 2 anos e meio com uma caminha nova e sem barreiras, todas as noites ia ter à cama dos papás e fazia uma monumental birra quando tentávamos levá-lo para a cama que nós acabámos por ceder, não fossem os vizinhos começar a reclamar com a barulheira...

Hoje com 4 anos e de há 2 meses para cá já dorme toda a noite na caminha dele.

Resumindo há idades para tudo, as regras são importantes mas à medida que crescem tudo se resolve.

Vais ver que daqui a um ano as noites já são melhores (quanto ás birras não sei quando passam, cá por casa ainda à muitas).

Beijinhos e força.

Martuxa disse...

Compreendo-te, pois a minha família vive longe, e até agora nestes quase seis meses conto pelos dedos de uma mão as vezes que saimos sem a Beatriz. Apesar de todo o amor que temos por eles, também precisamos "carregar as baterias" de vez em quando. Não tens nenhuma amiga com quem a possas deixar nem que seja uma horinha de vez em quando?
No aspecto das birras sou uma sortuda. A Beatriz é um verdadeiro anjinho. Tem os momentos dela de mimo, em que refila e chora baixinho para vir para o colo, mas entretêm-se bem sozinha e quando tem sono bastam uns minutos para adormecer na cama dela.
E assim já se passou quase meio ano desde que ela nasceu :) Está cada vez mais linda e reguila ehehe (mãe babadíssima).

Beijinhos para a mamã e a Mia pequenita :)

carmo pinto disse...

á pois é como eu te entendo,quando não temos a familia para dar uma mãozita...mas és uma mamã forte e devagarito tudo se compõe ne?
mas como tu dizes e bem tb precisas de recuperar as forcitas...
jinhos

Helena disse...

Pois é como realmente as outras mamãs dizem, por vezes torna-se muito complicado com a vinda de um bebé que desejamos ser daqueles bem calminhos e no fim é precisamente ao contrário... Tambem passei por isso e tambem estava sozinha, sem familia por perto. A minha filha chorava de noite por causa das cólicas e de dia porque brigava com o sono. Desde muito cedo começou a associar o biberon (infelizmente não tive leite) ás cólicas e então ainda era pior. Além de praticamente não dormir tambem não comia. Só agora com 24 meses é que já come um pouco melhor. Hoje olho para trás e até me rio desses dias. Tenho uma foto tinha ela dois meses em que estou eu e o pai completamente Zen, podres de sono e ela fresca que nem uma alface (eram 5 da manhã). Não te preocupes é mesmo assim, vais ver que amanhã o sentimento é já outro.

Bjocas

Sarah disse...

Muita força!!!
Bjs

Abóbora Amarelinha disse...

Amiga, que rica piolhita hei!
deixa lá, tudo compensa.
beijocas e bom fim de semana