quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Ele

Foto retirada
É um doce. Bate-nos, mas só para depois lhe pedirmos miminhos. E ele encosta a carinha na nossa durante uns segundos. Gatinha com uma velocidade louca, sobe e desce escadas ainda com mais rapidez. Brinca muito com carros e bolas. Anda fascinado com o caixote do lixo, máquinas da roupa e louça onde põe tudo e mais alguma coisa. É doido por banho. Dança muito e abana a cabeça. Salta de cú como um coelhinho! Bate palminhas e diz que não com a cabeça. Adora a irmã. É louco, obcecado pelo pai. É rabugento, birrentinho mesmo. Grita quando não consegue o que quer. Não é minimamente sossegado. Come bem. Dorme muito mal. Deixa-me louca de cansaço. É um fofo. Não o resisto! Não cresças tão depressa meu bebé!

13 comentários:

Rute disse...

Está mesmo crescido e lindo.
Parabéns os teus filhotes são uns amores!

Silvana Santos disse...

Que carinha mais laroca!
Lindo, lindo

Rit♥Catita disse...

Está mesmo crescido e bonito.
Beijinhos

Papi disse...

Perfeito :)

Aline r disse...

É mesmo um amor. Vale todo o cansaço e esforços, não é? Eu penso assim. Não há nada que substitua essa alegria.
beijinhos

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Está lindooooooooo!!!!

Dreia disse...

Ah que doçura, mesmo!!!
beijinhos

Eva Prata disse...

Um encanto que o Ben está! Beijinhos

Ana Costa disse...

Tão lindo

T zero disse...

O teu Ben provoca-me um grande ataque de saudades...

Bombom disse...

Aproveita bem este tempo porque ele voa mesmo.
Como professora, não gosto nada de ver as criancinhas baterem nos pais, mesmo que seja de brincadeira (nunca é). Se os Pais não lhe batem, a criança não pode bater nos Pais nem gritar com eles. É uma questão de princípio que nesta idade é que se aprende e é muito importante para o resto da sua educação.
Não te esqueças que é com muito carinho que te digo isto e não leves a mal. Bjs. Bombom

Sophie disse...

tao lindo!

sao as nossas pestes lindas que nos levam a loucura mas nao conseguimos passar sem eles :)

Maria João disse...

Bombom não levo nada a mal. É das coisas que mais odeio e ele já perdeu o vicio:) A verdade é que não sei onde aprendeu pois aqui em casa ninguem bate em ninguem!