segunda-feira, 2 de abril de 2012

Expliquem-me!!

1 - Porque é que se esterilizam biberons e chupetas até ao ano de idade quano, após os 5 ou 6 meses, os bebés já põem tudo e mais alguma coisa na boca???

2 - Qual a lógica de lavar a roupa dos bebés separada da do resto da família??

(Não faço nenhum dos 2 pontos, daí a minha curiosidade em saber a lógica)

23 comentários:

Sophie disse...

o 1º ponto nao faço, nem nunca fiz :)

o 2 faço, sobretudo pelo facto deles terem uma pele atopica (saem ao pai) e poderiam reagir a um detergente mais agressivo. Normalmente por volta dos 6m experimento ja com o detergente normal e se tudo corre bem (como foi do Martim) ai passo a misturar

Ana disse...

Eu lavo a roupa da minha filha (8 meses) em separado porque é lavada com um detergente diferente e num programa também diferente. O meu filho tem 3 anos e muita da roupa dele também não é lavada com a do resto da casa. A roupa do trabalho do meu marido também lavo muitas vezes sozinha. Mesmo com todas estas separações, todos os dias faço máquinas de roupa e vão sempre cheias.
Em relação à esterilização, acredito que seja por uma questão de comodidade, às vezes.

Rit♥Catita disse...

O ponto 1 ainda o faço. É verdade. E faço-o por cá estar (em Moçambique). Como não confio muito nos tratamentos da agua por cá, esterilizo os biberões na mesma. Tanto que aqui não bebemos água da torneira. Mas acredita que se estivesse em Portugal seria só lavar com a escova e detergente e pronto.

Ponto 2, já não o faço desde os 3 meses de idade do Valentim. Misturo com a nossa roupa e lavo-a com o nosso detergente.

macaca grava por cima disse...

não faço o 1, mas faço o 2... nem sei bem pq... e com detergentes diferentes...

Cristina disse...

Eheheh, o ponto um só fiz até os apanhar a tirar a chucha da boca, esfregá-la no tapete e a voltar para a boca. A roupa do Daniel lavei à parte e com um detergente diferente até... ganhar juízo, por volta dos 2 meses dele. A Sara já não teve essa "sorte". Os segundos filhos sofrem mais, eheheheh.

Eva Prata disse...

Maria João, a chupeta esterilizo-a pouquíssimas vezes, mesmo!
Quanto à lavagem da roupa,lavo e lavei sempre a da Vanda, juntamente com a nossa (uso detergente de bebé na lavagem dela toda e fica o caso arrumado!);)

T zero disse...

O primeiro tb é uma dúvida que me assola. Aliado a que também não esterilizamos pratos, copos e talheres. Aliás, fiquei com a pulga atrás da orelha e vou perguntar ao marido se continuámos a esterilizar biberãos depois do João ter iniciado os sólidos...
O segundo não demorei a cancelar - tinha o João uns 3 meses, se tanto. Roupa lavada toda junta, porque percebi que o rapaz não era alérgico nem ao nosso detergente nem ao amaciador.

Maria João disse...

Sophie e Rita o vosso ponto compreendo perfeitamente. Se eles t~em pele atópico é um caso diferente. E sim Rita, se aí estivesse também esterilizava!
Quanto aos detergentes, quando o Ben era mais pequenino eu usava daqueles próprios para bebés, mas lavava a roupa dele juntamente com a nossa. Agora uso qualquer detergente/amaciador e ele nunca fez nenhuma reacção.
Mas tirando a questão do detergente, continuo sem perceber o porquê do lavar em separado...

Full-time Mom disse...

Em condições normais de higiene e saúde nenhum dos dois pontos faz qualquer sentido.
Mesmo quando o bebé é recém-nascido porque se lavam as suas roupinhas em separado e com detergente especial? Quando os pegamos ao colo pelo menos a cara e as mãos entram em contacto com a nossa roupa que foi lavada com detergente normal! Fiz com o meu mais velho e era um desperdício de água, pois nunca enchia uma máquina, com a mais nova já não fiz. Nem nunca lhe esterilizei uma chupeta e biberão nunca usou.
Beijinhos

Dreia disse...

A única coisa que esterilizo lá de vez em quando é uma parte da bomba de extracção de leite.
De resto, só no 1º mês separei a roupa do bebé, porque havia uma irritação na pele, que não queríamos dar mais motivos para piorar.
beijinho

sandy disse...

Não faço nem um nem outro.. tudo junto! sempre.

Mara disse...

Só esterizei até aos seis meses precisamente porque depois, tendo em conta que metem tudo na boca, já não se justifica.
A roupa por acaso lavo a deles separada porque me dá mais jeito depois para arrumar :)
Beijinhos

Anónimo disse...

faço ambos por uma questão de higiene, logicamente n se consegue evitar tudo mas se conseguir evitar uma boa parte de porcaria e de contágios desnecessários fico satisfeita..
se fosse pensar dessa forma nunca faria a cama já ke é para a desmanchar umas horas depois e logico faço a cama tds os dias lol
ser galinha dá mto trabalho e n é para todos hehehe

Anónimo disse...

lavar em separado é importante no caso de algum dos pais ter infecçoes bacterianas por ex nos pés o ke acontece a quase ou mesmo toda a gente..mas enfim cada um faz o ke lhe apetecer e nem falo na roupa interior lol

Maria João disse...

Anónimo não consigo compreender o seu ponto, desculpe. Contágios??? Mas vocês são doentes ou têm algum problema de saúde?? É que só assim é que consigo perceber o seu ponto de vista! O que é que um biberon lavado com água bem quente e detergente, ou na máquina de lavar como recomendam, tem a ver com "contágios desnecessários"?? E a roupa que eu saiba é lavada a altas temperaturas. Pelo menos em minha casa!! Mas mesmo lavada a frio ou a temperaturas mais baixas, o que é que eu, pessoa saudável vou "passar" aos meus filhos através da roupa lavada na máquina??!!
Significa então que não pega nos seus filhos ao colo, não os deixa andar no chão, não vão ao parque, não contactam com outras crianças para prevenir contágios desnecessários, certo???
Sabe que como enfermeira que sou a palavra "contágio" está presente no meu dia a dia.
Ah, e quanto a ser mãe galinha, digo-lhe uma coisa, sou e nem me orgulho muito. Pois é muito, mas muito mais fácil não ser!
E sabe que a definição de mãe galinha não é bem essa que lhe está a dar.
Cada um faz como quer, sem dúvida, daí este meu post para tentar perceber o porquê. Eu faço da forma que mencionei e perguntei o porquê de outras pessoas fazerem de outra forma. Tive respostas normais com outros pontos de vista. E tive a sua resposta que enfim. Poderia ter comentado de outra forma expondo o seu ponto de vista.

Marta disse...

Eu lavei as roupas em separado enquanto eram bebés recém nascidas e usei o detergente para bebé. Acho que se temos cuidados com os produtos de higiene serem adequados a bebé, também faz um pouco de sentido fazer o mesmo com o detergente. Da mais velha esterilizei os biberões até ao ano de idade, como não os lavava imediatamente, ficava mais descansada assim, os restos de leite são poderosos em criação de bactérias. A mais nova só começou a tomar biberão aos 13 meses, nunca os esterilizei, foram sempre lavados na máquina.
Muitas vezes estas coisas também dependem das instruções recebidas do pediatra, por acaso não foi o meu caso, ele nunca opinou sobre este tipo de coisas, porque eu também nunca perguntei.

disse...

Vao entao chamar me tola pois ainda hoje com os meus filhos de quase tres e quase cinco anos,nao consigo lavar as roupas deles juntas com as nossas...e porquê?nao sei,talvez por habito.quando engravidei pela primeira vez e comecei a lavar as pecinhas que ia comprando,lavava em separado e com detergente proprio para bebe por deixar um perfume suave e ser anti-alergico!depois troquei para o mesmo detergente que nos porque tira melhor as manchas.tenho na casa de banho dois cestos:o deles e o nosso.e deixo encher para poder lavar com a maquina cheia pois separo as cores...

Sobre esterilizar,aqui em franca aconselham so ate aos quatro meses,ou seja ate os bebes levarem tudo a boca!mas jà começam a dizer que nem vale a pena se lavarmos bem...

Um beijinho para voces!

Aline disse...

Só esterilizei biberons e chupetas até para aí aos 4/5 meses. A pediatra dizia que uma boa lavagem na máquina de lavar loiça matava tudo.
Quanto à lavagem da roupa, penso que nunca separei. Mas lavava com skip bebé só porque era menos agressivo para a pele e porque o Martim sempre teve pele atópica. Mas só fiz isso nos 1ºs meses, claro.

Maria João disse...

Marta em relação aos restos de leite deixados no biberon tens razão, é uma grande fonte de bactérias. Eu deixo-os de molho antes de os lavar.
O pediatra deles diz para esterilizar até ao ano, mas como não acho lógico não o faço.
Bé ninguém te chama maluca. Quer dizer, da maneira que isto anda deves ser bastante julgada, mas isso são outras histórias. Eu plo menos não te acho nada maluca. Foi um hábito que criaste e estás assim habituada! Não vejo problema nenhum!
Bjinhos!

Bombom disse...

Cara Maria
Já lá vai muito tempo, quando os meus filhos eram pequeninos como os teus (hoje já sou avó). Mas lembro-me de, no início, esterilizar os biberons (por pouco tempo), pois a minha irmã que é Enfermeira (como tu e vocês sabem bem do que falam)me disse que não valia a pena ter esse trabalho. Bastava a tal lavagem com água bem quente e um bom detergente, bem esfregado com o "escuvilhão" próprio, enxaguado e seco, pois a nossa água é muito boa e desinfectada.
Lavei sempre a roupa do bebé junto com a nossa mas mudei de detergente; passei a usar sabão em pó durante alguns meses por ser antialérgico. (O meu 1° filho nasceu com uma erupção na pele e eu receava que fosse alérgico). Mas logo que ficou bem e percebi que não fazia alergia, passei a usar o detergente e amaciador normais.
Também em relação à água de beber ser fervida antes, é mais uma mistificação. Só em casos especiais em países onde as águas não são tratadas ou em que tenhamos dúvidas. Caso contrário, as crianças pequenas podem e devem beber água da torneira ou de garrafa, pois tem mais cálcio. Os bébés quando são amamentados ao peito estão imunes durante cerca de seis meses. Além disso, o contacto com os micróbios servem de vacina.
Quanto às vozes de burro anónimas, não ligues nem dês troco. São geralmente pessoas negativas e azedas que não se conseguem fazer ouvir (notar)sem serem agressivas e mal intencionadas. Releva ou apaga, pois não merecem mais.
Bjs. Bombom

Eva Prata disse...

Estou com a Bombom,relativamente ao que diz sobre esses comentários de anónimos,enfim, falta-lhes crescer para se assumirem!!!
Bjs

Anónimo disse...

Eu sou anonima mas não sei como me posso identificar aqui no bloque, já sigo o seu blogue a algum tempo e gosto muito, chamo-me Ana e tenho uma princesa de 3 anos. Qdo ela nasceu eu esterilizava tudo, mãe de 1ª viagem, achucha caia ao chão e la ia eu esterilizar ate que com 3 meses a medica me disse que era so passar por agua e por na boca para ela ganhar imunidade a casa, claro que se a chucha cai-se ao chão no meio da rua ou num hospital ai sim era para esterilizar. Quanto a roupa uma prima mais velha deu-lhe uma roupinha e disse-me não te preocupes que eu ja lavei e engomei, eu confiei por ser uma pessoa em quem confio, vesti-lhe a tal roupinha que tinha sido lavada com detergente normal e quando lhe fui mudar a fralda ela estava com a pele toda cheia de borbolhinhas, apartir dai lavei sempre a roupa com detergente de bebé, so tive coragem de voltar a experimentar o detergente normal já ela tinha um ano e meio.

Kiki disse...

Da Gigi esterilizava os biberons e chupetas uma vez por dia no primeiro mês. No resto do dia lavava com água quente e sem detergente para não ficar com restos de detergente. A roupa lavei à parte com detergente especial até aos 6 meses.
Do Vicente, o pediatra era diferente e mandou-me deitar fora o esterilizador! :P Fervia as coisas quando as comprava para tirar a goma e de resto lavava os biberons na máquina. A roupa foi lavada à parte no 1º mês, a partir daí era lavada com a nossa.
Hoje em dia faço normalmente uma máquina deles e uma nossa. Por nada de especial... Apenas por uma questão de organização minha. Mas se tiver que lavar peças nossas e deles misturadas também lavo. E o detergente é igual para todos!

Beijinho! :)