quinta-feira, 24 de junho de 2010

Dos empregos e do cansaço

Eu já tive 2 empregos. Em Portugal trabalhei em 2 locais diferentes ao mesmo tempo, fazendo cerca de 80h por semana. Não tinha tempo para mais nada a não ser sair de um trabalho e entrar noutro e, por vezes, ir dormir a casa. Era desgastante. Quando me mudei para cá passei a trabalhar 3 dias por semana das 7h30 às 21h e por vezes 7 noites por semana das 20h às 8h30. Menos horas do que aquelas que fazia em Portugal, mas muito cansativo pois o ritmo e a forma de trabalhar aqui é bastante diferente da maneira como trabalhamos em Portugal. Depois nasceu a Miinha e descobri agora o emprego/trabalho/ocupação mais desgastante de todas: ser mãe/dona de casa! Nada do que referi anteriormente me deixa tão exausta, tão cansada, tão necessitada de férias! Também nenhum dos anteriores me deixa tão feliz, nem tão realizada, mas isso obviamente que não é necessário referir!!
Acredito que se vivesse perto da família este cansaço não seria tanto! Esta exaustão aumenta substancialmente quando o pai trabalha de noite. Chego ao 4º/5º dia com necessidade de ter meia hora que seja sozinha! Chego ao ponto de dizer: preciso de ir trabalhar para o hospital para descansar!!! Acham normal?? Mais anormal é eu continuar a desejar fortemente ter muitos filhos e ficar com eles em casa. Isso é que não é nadinha normal...

7 comentários:

Aline disse...

Quem corre por gosto não cansa. Penso exactamente como tu. Hoje tive de levar o Martim para o trabalho (aqui já não há aulas e ele está com conjuntivite). Tarefa árdua!

carmo pinto disse...

pois é eu tb penso assim adorava ficar em casa a tomar contas dos meus rebentos do rodriguinho até aos 3 anos pelo menos...mas não será possivel concerteza e claro que tb preciso de ter tempo para mim!
como eu te entendo
jitos

Veronica Silva disse...

oh como te entendo e bem! estar longe da familia contribui e muito para esse cansaco porque nao tens ninguem para te dar uma ajuda de vez em quando. eu tenho trabalho a tempo inteiro/mestrado/casa/filha/marido e as vezes nem sei por onde me virar! O meu marido tb trabalha 4 noites por semana e nesses dias mal nos vemos e tenho de tratar de tudo sozinha. Custa mto estar longe da nossa familia quando os nossos filhos sao pequenos. Estao a pensar ficar mto mais tempo na Irlanda? Daqui a 2 anos acabo o mestrado e ai vai ser a altura que decidimos se ficamos ou voltamos para Portugal ou se temos outro filho. Mas nao ha nada melhor do que o sorriso das nossas filhas para nos encher o coracao. Beijinhos grandes para voces. A Mia esta cada vez mais linda e doce, uma fofura.

Maria João disse...

Olá Verónica. Claro que no meio da trabalheira toda, também existe uma felicidade imensa não é?:) Mas ainda bem que me entendes.
Também vives cá na Irlanda?
Úm dia iremos voltar a Portugal, claro. Mas não será para já.
A tua filha que idade tem?
Bjinhos e obrigada pelo comentário.

Veronica Silva disse...

Estou no sul de Inglaterra ha 5 anos e meio. Sou Tecnica de Medicina Nuclear e trabalho no hospital de Portsmouth. Tenho 27 anos e a minha filha Ines tem quase 2 anos e meio. Ja sigo o teu blog ha algum tempo e adoro ver novidades vossas e as tuas receitas sao sempre uma delicia! Tens facebook? Se tiveres procura o meu nome e adiciona-me assim da para nos conhecermos um pouco melhor. Beijinhos

Veronica Silva disse...

esqueci-me de referir que no facebook o meu nome e veronika silva e tenho uma fotografia de cara da minha filha com uma t-shirt as bolinhas. ;p

Maria João disse...

Ok Verónica vou procurar:)