domingo, 8 de fevereiro de 2009

:)

Não há título...Simplesmente porque não sei expressar a minha emoção...Tou a ter uma tarde tão maravilhosa. O marido está a trabalhar, está a nevar lá fora (o sol está agora a dozer olá) e ainda não tirei o pijama desde que me levantei! E estou agora a meio de um "tarefa" que me deixa emocionada! Já arrumei mais de 4 vezes as roupinhas da minha filha:) Hoje resolvi fazê-lo mais uma vez e estou a separar as mais pequeninas para lavar e começar a fazer as malas para levar para a maternidade. Claro que junto com os fatinhos, estou a pôr os gorrinhos que melhor condizem, as meinhas, casaquinhos e roupa interior! Tudo a condizer:) Serão todas as mães assim? Eu acho que sim... Acho que somos todas umas vaidosas não é? Cheguei à conclusão que a pequenina tem mais roupa que eu neste momento. É díficil para mim e para o pai nos contermos quando vamos às compras, inda por cima com tudo em saldos! Mas o resto da família também não se fica nada atrás nas maluqueiras das compras pa bebé:) Mas ontem fui às compras e não comprei nenhuma roupinha pa ela! Progressos!! Quer dizer, comprei uns brinquedinhos. Ups...A verdade é que não tinha nenhum, e como acho que, no seu tempo, toda a estimulação com cores e sons é importante para o desenvolvimento dela, resolvi comprar. Nada de especial! Ah, e comprei fraldas também:) Disso vai precisar aos montes, de certeza.
É muito bom planear todas estas coisas, rever vezes sem conta tudo o que irá ser dela, fazer listas e mais listas do que precisa e do que já tem. Quem é, ou vai ser mãe, percebe-me muito bem de certeza. É amoroso e emocionante também ver como o pai se entusiasma com roupinhas, e quando faz questão de oferecer algum conjuntinho que lhe ficou debaixo do olho e falar de seguida pa minha barriga e dizer: Foi o papá que deu filhota, espero que gostes. É lindo ver como ele já ama a filha, já se preocupa e já a protege duma forma que de certeza que a pequenina sente todo este amor que já temos por ela!
Já me considero mãe, embora a Mia ainda não tenha nascido, mas acho que começamos a ser pais apartir do momento em que sabemos que um ser está a crescer dentro de nós. Tudo agora gira à volta dela, todos os passos que damos pensamos na bebé em primeiríssimo lugar.
Amo-te muito filha. E o pai também te ama demais.

8 comentários:

Xana disse...

É verdade, todas as mães são assim :)...
E é tão bom quando andamos nessas andanças de compras e preparações..
Goza bem tua gravidez minha linda, embora eu saiba k a ansiedade de a ver já é enorme...
bjinhus

winnie disse...

Deu-me saudade (lágrima no canto do olho)!

Tânia Saj disse...

Ah, Maria...emocionei-me com sua narrativa!!
Lembrei-me da minha (faz tanto tempo!!) e agora aproveito mais perto a gravidez de minha irmã caçula, e podes ter certeza que é igualzinho....sem contar a expectativa de conhecer o rostinho desta anjinha!!
Minha amiga, tudo vai dar certo!!
Prepare seu coração para tantas emoções!
Beijinhos

Sónia Alexandra disse...

Amiga nada é mais importante que os nossos filhos e a preparação da chegada deles é sempre uma forma de nos prepararmos para o parto e ao mesmo tempo para lhe transmitirmos o amor que já lhes temos, mesmo antes de os tremos visto...esse amor não é amor á primeira vista...mas sim amor dede o primeiro dia que sabemos que os temos dentro de nós. Beijinhos a ambas.

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Somos ou fomos todas iguais:))))Ama-mos até ao resto das nossas vidas é um sentimento sublime.E a minha filha já tem 29 e filho 24 ;)))Querida aproveita todos os momentos e a filhota sente esse Amor que estão a transmitir.Beijinhos com muito carinho

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Maria têns um desafio no meu cantinho:)beijinhos

Cenourita disse...

Mãe é mesmo assim :)
É maravilhoso... e que saudades eu tenho de quando passei por essa altura, já lá vão quase 24 anos e parece que foi ontem.

Beijocas para a mamã e papá babados e também para a Mia :)

justme disse...

Nunca te tinha visitado, aconteceu por acaso, mas estou a gostar do teu blog. A antecipação do nosso bebé deixa-nos sempre um bocado nas nuvens e é bom apreciarmos cada momento. Espero que continue tudo bem. E tenho que te dizer que é um desejo muito antigo visitar a Irlanda. Bjs.