segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Consulta com a enfermeira de família

Aqui em Dublin a Mia não tem pediatra. O médico que a segue é de Portugal e, sempre que lá vamos, temos consulta. Até agora tem calhado tudo muito bem, pois vamos ao nosso país frequentemente. Aqui a Mia tem uma espécie de enfermeira de família, que, quanto a mim, funciona lindamente. Nas consultas com ela são avaliados todos os mesmos parâmetros que o pediatra avalia e mais alguns até. Se notar que algo não está dentro da normalidade aí a criança é encaminhada para o pediatra. Concordo com este sistema e a Margaret, enfermeira da Mia, é um amor, de uma sensibilidade que só visto. Mas vamos estão ao resumo da consulta:
* teste da audição - foi super engraçado e a Mia teve nota máxima
* peso - 7800kg
* comprimento - 70cm
* anca, coluna e pernas - sem problemas, tudo normal. Apoia-se muito bem nas pernocas
* alimentação - aqui na Irlanda, a alimentação das crianças/bebés é ligeiramente diferente da alimentação que damos aos nossos filhos; expliquei tudo o que fazia e a enfermeira disse que estava tudo óptimo, que posso começar a dar gema de ovo. O pediatra também já me deu carta verde para o fazer, mas vou esperar pelos 8 meses, que também não estão longe (God...); falei-lhe que a Mia ainda acorda de noite para o leitinho e, tal como o pediatra, disse para ir retirando aos poucos, que isso é um vicio e não fome e para lhe ir diluindo mais o leite, para lhe dar água em vez de leite. Ora se isto fosse há 2 semanas atrás eu diria nem pensar, mas, a Mia cada vez bebe menos leite de noite e acorda a chorar mas embalo-a um bocadinho e ela fica, portanto, acabou o leite de noite, salvo excepções que possam ocorrer. Explicou-me também que era importante habituar a Mia ao copinho (próprio para a idade), para ir retirando o biberon gradualmente
* chupeta - aconselhou a dar só mesmo quando necessário. Ora, é um item que eu e o pai nos temos descuidado um bocado; damos a chupeta vezes e tempo de mais durante o dia sem necessidade - apartir de hoje só mesmo para dormir ou acalma-lá
* vacinação - falamos, claro está, da vacina da gripe A; disse-me que, como enfermeira, era obrigação dela aconselhar a vacina. Como mãe e pessoa, devido ao contacto que teve com bebés pequeninos com gripe, que aconselhava para a prevenir, mas que compreendia perfeitamente as incertezas, a ambiguidade que a vacina está a provocar e compreendeu quando expliquei que não queriamos vacinar a Mia. Disse que a decisão era realmente nossa, que a entendia perfeitamente e que ela provavelmente se estivesse no meu ligar faria o mesmo.

No fim da consulta disse-me " parabéns Maria, estás a fazer um excelente trabalho como mãe"! Pôs-me um sorriso muito grande na cara. É o maior elogio que me podem fazer.

3 comentários:

Um pedaço de azul... um BloGui diferente disse...

:-)E que belíssima maneira de terminar uma consulta. Elogio merecido, sem dúvida...
Querida, a Mia está exelente. Segue sempre com o coração.
P.s - o Gui continua a beber todas as noites leitinho... por vezes 2 ou 3 vezes. Sei que não é frequente mas não consigo. Mas se queres a verdade lol também não me esforço muito. Na realidade tenho um medo terrível de que não tenha líquidos (de dia quase não quer beber) para quando está mais debilitado... já apanhei grandes sustos ;-)
Deixo beijocas grandes às duas beldades :-)

Maria João disse...

Concordo plenamente Maria, acho que te estás a sair muitíssimo bem no papel de mãe, basta ver a carinha laroca e de felicidade da pequena Mia. Um dia que tenha bebés (já não deve tardar..), queria apenas desempenhar o meu "trabalho" tão bem como tu. Vê-se e sente-se os cuidados extremos que tens com a tua menina diariamente. Parabéns !

Aline disse...

Parabéns às 2. Ser mãe não é nada fácil. É tão bom quando recebemos estímulos e reforço positivo que provam que estamos a fazer tudo bem e o que é melhor para os nossos filhos...