quinta-feira, 16 de julho de 2009

Colo

O colo! Ora cá está um tema muito interessante e que gera muito debate. A minha filha está completamente habituada ao colo, como se costuma dizer. Chora, ou melhor, berra se a coloco no carrinho, na caminha, na espreguiçadeira, em cima da minha cama, eu sei lá...então se estiver com sono é que ela berra! O pai começou a dizer que, nos dias em que não está, chorava porque sentia a falta dele. A verdade é que ela, durante estes 2 dias que o pai esteve em casa, não chorou uma única vez. Mas o que descobri eu?? O pai anda sempre com ela ao colo, na brincadeira, na risota, pois não tem refeições para preparar, roupa pa lavar, estender, passar, casa para limpar...Enfim, tem o tempo disponível para a piquena. E não estou a criticá-lo, pois ajuda-me bastante. Concluindo com esta conversa: quando o pai não está, a mãe ou anda no laréu com a menina e ela está caladinha, ou está em casa com ela sempre pendurada no colo e na risota e ela está caladinha, ou ela está a dormir e está caladinha ( depois de chorar para adormecer). Se tudo o que referi atrás não acontecer, a menina estará a chorar!! Pois é... Não acho que seja a educação mais correcta... Eu desde sempre fui apologista do colo, pois considero que os filhos crescem muito rápido e logo se fartarão do nosso colo e depois penso também muitas vezes que há tantos meninos que queriam um colo e não têm... MAS NÃO ERA COLO ASSIM QUE ME REFERIA!!
Como fazem, ou fizeram, com os vossos filhos?? Arranjem-me soluções please!! Penso que ainda vou a tempo de remediar a situação...Ou será que não?? Obrigadinha!

5 comentários:

Maria Francisca disse...

As minhas filhas também eram assim. Só queriam colo. Mas eu cheguei á conlusão que não poderia continuar a ser assim e então começei a po-la na cama e dáva-lhes a chupeta e fazia com que elas se calassem um bocadinho com a chupeta e também aero-om. Elas ficavam caladinhas durante um pouquinho mas quando isso não resultava (porque elas não podem estar sempre na cama, coitadinhas!) eu ponha-as na esperguiçadeira e fazia com que elas se entretessem a ver as imagens na TV a correrem. e elas ficavam entretidas.
Sabes, como ela agora está tão habituada ao colo a melhor maneira é deixa-la a chorar um pouco até que se canse. Sim, eu sei que é chato ouvirmos os nossos pequenos a berrar mas tem que ser. Como tu dizes ainda estás a tempo de mudar a situação!:)
Beijinhos grandes.
Mamã Francisca e bébé Catarina e Leonor.

Maria Francisca disse...

Obrigada pelos conselhos.
É temos mesmo que aproveitar a nossa vida!
E realmente o melhor é mesmo tu deixa-la chorar um pouquinho, eu sei que custa mas tem mesmo que ser, não é?
Obrigada mais uma vez!
Beijinhos grandes.
Mamã Francisca e bébé Catarina e Leonor.

Mamã e bebé disse...

Olá querida mamã
Pois eis que eu não sou a melhor pessoa para te dar conselhos nesta matéria LOLOLOL! A minha filha só há cerca de um mês é que me deixa fazer alguma coisa sem andar contantemente atrás de mim, ou ao meu colo... é realmente cansativo quando queremos simplesmente tomar um banho decente... Ainda hoje é dificil pois a Leonor agora adoraaaa abrir as cortinas e espreitar para dentro da banheira, atirar lá para dentro tudo o que apanha... LOLOLOL!
Acho que não ajudei pois não? Eu tentei por várias v4zes deixa-la a chorar na espreguiçadeira...mas ela chorav tanto mas tanto que até se engasgava... desisti facilmente... custava-me imenso ve-la assim...ainda hoje adormece na cama comigo deitada ao lado dela... impensavel deixa-la a chorar no quarto,,,mandava o predio abaixo Lolol!
Muitoooooooooooos beijinhos mamã

Helena disse...

Passei pelo mesmo com a minha princesa. A solução que arranjei foi um marsupio. Digo-te foi a melhor que arranjei. Se quiseres posso emprestar-te. Uma amiga minha foi com um sling. Só com ela nisso é que eu conseguia fazer as coisas em casa, ir ás compras, etc.

É verdade que eles se habituam facilmente ao colo, mas tambem esta fase passa muito rapidamente.

Bjocas

Sónia Alexandra disse...

Amiga na minha opinião o colo nunca fez mal a ninguém...o meu Tiago sempre teve muito colo e continua a ter e sinto que é uma criança feliz. Jinhos doces